Notícias

Pioneirismo, missão e o Mato Grosso do Sul

Acompanhe o que o Senhor tem feito por meio do Abrindo Novos Caminhos

Por Marcelo Kaique

O projeto “Abrindo Novos Caminhos no Mato Grosso do Sul” é uma iniciativa da região São Paulo e Mato Grosso do Sul (SP/MS) da ABUB para apoiar estudantes de nove cidades na formação de novos grupos locais. Com o apoio financeiro e o acompanhamento da Comunidade Internacional dos Estudantes Evangélicos (IFES, na sigla em inglês), as ações do projeto tiveram início no final de 2019 e estão hoje em sua terceira fase - saiba mais sobre a proposta do projeto, seu histórico e suas atividades aqui. Assim como em outras áreas, a pandemia da covid-19 nos impediu de seguir à risca o cronograma proposto, mas Deus tem demonstrado sua graça ao permitir que algumas ações fossem adaptadas e despertando secundaristas, universitários e profissionais do Mato Grosso do Sul para o trabalho na missão estudantil.

Entre janeiro e fevereiro de 2020, abeuenses de diferentes grupos locais da região SP/MS formaram a equipe de apresentação ministerial, levando a proposta missionária da ABUB para 25 igrejas locais de 8 cidades do MS. Fomos muito abençoados com líderes e pastores que nos apoiaram e irmãos que hospedaram nossa equipe durante essa primeira etapa do projeto, além dos muitos vínculos criados. Depois das longas viagens - algumas com cerca de 30h de duração ida e volta - foi o momento de realizar o contato com os que se interessaram em conhecer mais sobre a ABUB.


Para a nossa grata surpresa, o grupo de estudantes da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS) de Aquidauana (MS) pouco tempo depois de nosso contato já havia organizado seu primeiro estudo bíblico no campus. Foi um motivo de muita alegria saber que Karoline Marie, estudante do 5º ano de engenharia florestal na UEMS estava à frente dessa iniciativa; ela havia enviado um e-mail para a ABUB informando o desejo de iniciar um grupo, sem nem imaginar que o próprio Deus havia direcionado a região SP/MS para o pioneirismo também na sua cidade (veja o testemunho de Karoline no vídeo publicado no Instagram da região).

Enquanto a coordenação do projeto preparava a segunda equipe que iria a campo entre março de abril, passamos a acompanhar no noticiário aquela que seria uma das maiores pandemias que já enfrentamos. E o que fazer quando se tem toda uma equipe de aplicadores de oficinas prontos a viajar milhares de quilômetros para a realização de oito treinamentos locais? A estratégia foi pedir ao Senhor que nos direcionasse; e assim Ele o fez: contamos com o apoio da assessoria para a adaptação das oficinas básicas da ABUB, que seriam aplicadas em três finais de semana com o apoio de 25 oficineiros. Ao todo, foram 16 videochamadas, 34 participantes e uma série de conteúdos de formação que subsidiariam a expansão do evangelho pelo território sul-mato-grossense.

Com o comunicado de cancelamento do Congresso Nacional da ABUB e a impossibilidade de um acompanhamento presencial aos grupos em formação, intensificamos as atividades de apoio e troca de informações remotas com os estudantes de cada cidade. Dentre o compartilhamento de conteúdo de formação, convite para estudos online de grupos da região e videochamadas com os estudantes pioneiros, foi realizado o envio de dois títulos clássicos da literatura abeuense para as oito cidades do Abrindo Novos Caminhos no MS: “Crer é também pensar” de John Stott e “Cristo é o Senhor” de Dionísio Pape. Além da proposta de trabalhar a formação dos estudantes a partir dessas leituras, também foi organizado no último mês de julho um Encontro Microrregional online, com o objetivo de promover a interação, a troca de ideias, experiências e pensar os próximos passos.

Durante o Encontro Microrregional do MS, refletimos sobre “não desprezar os começos” com a devocional trazida pelo obreiro da região SP/MS, Pedro Valenzuela. Além disso, os grupos puderam compartilhar suas dificuldades e levantar possíveis estratégias para a missão durante o isolamento social. A estudante Lais Santos cursa Engenharia de Controle e Automação no Instituto Federal do Mato Grosso do Sul (IFMS) e participou do encontro junto a outros colegas de Três Lagoas (MS). Eles estão começando as atividades da ABU e foram muito encorajados com o compartilhar dos estudantes das outras cidades e com a proposta de resenha de livros: “Poder ouvir seus relatos, como tem sido as dificuldades de cada cidade, entender como cada um está trabalhando… tudo foi muito edificante! A proposta de leitura dos livros [“Crer é também pensar” e “Cristo é o Senhor”] com autores que expressam essa urgência de levarmos o evangelho no nosso meio acadêmico nos serviu de estímulo para que pudéssemos começar a colocar a mão na massa”, nos conta Lais.

A estudante de enfermagem, Nohemy Semo também participou do encontro. Ela trabalhou como assessora da Comunidad Cristiana Universitaria (movimento estudantil semelhante à ABUB na Bolívia) por 5 anos e hoje estuda na UFMS em Campo Grande (MS), onde está iniciando um grupo local com outros colegas. Ela acredita que o Encontro Microrregional deu novo ânimo ao seu coração: “Gostei de conhecer outras pessoas de outros lugares e saber que elas estão nessa mesma batalha que eu, me faz sentir que não estou sozinha. Obrigada por me convidar a participar da família ABUB, sinto-me mais confiante e aprendo com vocês sobre essa nova cultura”.

As estudantes de Ponta Porã (MS) também puderam compartilhar um pouco no encontro sobre a estratégia de produção de conteúdo e evangelismo por meio das redes sociais. O grupo em formação na fronteira do Brasil com o Paraguai mostrou como tem administrado uma página no Instagram, como uma forma criativa de compartilhar versículos bíblicos, reflexões, sugestões culturais e muito mais com seus colegas cristãos e não cristãos. Elas também incentivaram os outros grupos a iniciar com essa estratégia, que pode funcionar mesmo sem ter muita habilidade com os programas, além disso, se dispuseram a ajudar com dicas preciosas para esse início. A página criada pelo grupo se chama @abufronteira, confere lá e já aproveita pra deixar a curtida, porque a produção artística está de primeira!

Grandes coisas tem feito o Senhor! E somos muito gratos por conhecer estudantes com os corações tão comprometidos ao chamado missionário. Da mesma forma, servir nesse trabalho de expansão missionária, dentro desse projeto incrível da IFES, tem sido um grande testemunho do agir de Deus! O que precisamos agora é de muita oração e sabedoria, para tomar a decisões corretas. Reformular as ações e encorajar os missionários pioneiros a seguir naquilo que foram chamados. Afinal, como sabemos a missão continua de casa e o trabalho pioneiro também. 

Ore agradecendo: pelo suporte da IFES; pelos líderes locais que receberam a nossa equipe de apresentação ministerial; pelos irmãos que demonstraram amor ao hospedar os abeuenses em suas casas; pela segurança do Senhor nas longas viagens; pelas oficinas aplicadas e pelo relacionamento com os estudantes do MS; pela oportunidade de apresentar sobre o projeto durante o Instituto de Preparação de Líderes 2020 e encorajar outros estudantes ao pioneirismo em suas regiões; pelos abeuenses que têm se reunido para interceder mensalmente pelos desafios do projeto e encorajado o trabalho de pioneirismo; pelo Encontro Microrregional e pelas iniciativas dos estudantes do MS;

Peça também ao Senhor: sabedoria no acompanhamento dos grupos e na administração dos recursos; perseverança aos estudantes em meio à pandemia; estratégias de formação e evangelismo; pela cidade de Naviraí (MS), onde não conseguimos contato;

 

Para conhecer um pouco mais e acompanhar as atividades do projeto Breaking New Ground, siga as redes sociais da região SP/MS!

Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.