Notícias

O teatro amarelo: usando a criatividade para combate ao suicídio

Estudantes em Parnaíba promoveram evento durante o mês de setembro

O mês de setembro é conhecido desde 2015 como Setembro Amarelo, caracterizado por ser um mês no qual são desenvolvidas variadas atividades de prevenção ao suicídio, buscando também alertar a sociedade sobre a realidade da questão. Essa é uma campanha criada pelo Centro de Valorização da Vida (CVV) em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), contando hoje com diversos adeptos que trabalham e visam o cuidado à vida.

Pensando nisso, a Aliança Bíblica Universitária (ABU) em Parnaíba (PI) desenvolveu no dia 26 de setembro um teatro de valorização da vida intulado "Um lugar para descansar", no qual destacaram o senhorio de Cristo como remédio e cura para as dores humanas.

 

O teatro aconteceu na Universidade Federal do Piauí (UFPI), campus Parnaíba, em frente ao auditório onde os estudantes poderiam ser alcançados.

Segundo Vivienne Rocha, presidente da ABU Parnaíba, o desenvolvimento do teatro visando a valorização da vida é um sonho que Deus colocou em seu coração e que foi abraçado pelos demais companheiros de missão.

Confira os depoimentos dos estudantes que presenciaram o teatro:

"Há algum tempo, desde quando conheci a canção UM LUGAR PARA DESCANSAR (do cantor Juliano Son) queimava em meu coração o desejo de realizar um teatro visando o alcance de pessoas em quadros depressivos e/ou ideação suicida, apresentando-o em praças e locais públicos atingindo o maior número de pessoas. Entretanto, como podem imaginar, não foi fácil, por falta de colaboradores o projeto não foi adiante. Finalmente surgiu a oportunidade diante da campanha "Setembro Amarelo", que visa a prevenção do suicídio informando a sociedade à respeito dele. Diante disso a ABU de Parnaíba não poderia ficar estática, precisávamos levar nossa visão cristã acerca do suicídio. Foi tudo muito rápido, tínhamos pouco tempo para ensaiar, unimos nossas ideias e criamos o roteiro. E assim, no dia 28 de setembro (quinta-feira) às 16h30, o teatro foi realizado na Universidade Federal do Piauí (UFPI), campus Parnaíba, e foi lindo. Particularmente me senti muito feliz e grata a Deus pela oportunidade dada a nós de pregar o evangelho através desse teatro. A mensagem que o teatro transmitiu foi acerca da esperança que é encontrada em Jesus. Ele é poderoso e amoroso pra transformar o choro em alegria, a dor em alívio e seja qual transtorno psicológico for, o Senhor é a saída e diz em Mateus 11:28: "Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu darei descanso a vocês". E que Jesus e essa mensagem é real, não é utopia, mesmo diante do caos em que o mundo vive, ainda há esperança e podemos crer em um Deus pra quem tudo é possível e se permitirmos Ele é o maior interessado em nos ajudar e nos abraçar. Não nos limitaremos somente ao mês de setembro, mas a visão é propagar esse teatro nas escolas e locais público em todo tempo, diante do fato obvio de que casos de suicídio não ocorrem somente em setembro. E vamos nessa!" (Vivienene Rocha)

                                        

"Gostei bastante do teatro pelo tema abordado, de como foi abordado, curto e grosso ele repassou o recado que se dispôs a dar a respeito da importância de buscar força em Deus nesses momentos. Me fez relembrar o que eu passei, todo meu caminho e como Deus foi realmente importante pra que eu não desistisse, suportando toda dor, todo preconceito, não recorrendo ao suicídio e tudo mais. Porém, eu já conhecia a Deus desde o meu berço e ele a mim desde o princípio, sabendo que era forte e podia carregar aquela cruz pra hoje contar meu testemunho a quem precisa pra vergonha de Satanás. Aprendi também a entender essa doença, que é como a gripe ou qualquer outra que todo ser humano está exposto a pegar. Tive preconceito com isso e, adoecendo do tipo mais violento de depressão do dia pra noite, sofri o mesmo e aprendi a não julgar pela doença o espírito do próximo. Adoeci, é normal, mas minha fé no Deus vivo que determinou se seria pro meu fim ou pra Glória  dele. Lutei por 2 anos, mas não foi meu fim." (Isadora de Sousa)

"Alguns amigos meus me falaram que acharam o teatro forte e bem tocante, inclusive pessoas que não tem nenhuma religião." (Marcelly Barros)

"Algumas pessoas da sala acharam muito bom e relevante." (Sarah)

"A peça foi linda e emocionante. Eu tive que me segurar para não chorar muito. Que Deus abençõe vocês mais ainda. Tudo para a glória DELE." (Tatielle)

O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e voip 24 horas todos os dias. Entre em https://www.cvv.org.br/ ou ligue 141.

Para mais informações sobre o setembro amarelo: CLIQUE AQUI

 

Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.