Recursos

Palavras de ânimo - ABP NE

 

Iniciamos um novo ano! 2020 chegou e os nossos corações estão cheios de gratidão pela oportunidade de vivenciarmos um novo tempo cheio de oportunidades. Isso nos traz, também, novas responsabilidades. Para a Aliança Bíblica de Profissionais (ABP) o início de um novo ano também é um tempo de renovação, afinal, os nossos grupos locais passam por um momento de transição de diretoria; a chegada de novas pessoas traz um novo ânimo para os grupos, o próprio Cristo nos encorajou: “tenham ânimo” (João 16:33/ARA). 

Para que sejamos grupos relevantes, é importante termos em mente os focos de atuação da ABP. Existe um manual que traz algumas orientações para os grupos de ABP no Brasil; quanto à atuação, o manual afirma que há três frentes de serviço que se complementam:

1 Fortalecimento e formação de profissionais cristãos;

2 Realização de Missão: evangelização e serviço;

3 Apoio à missão estudantil.

Cientes das nossas responsabilidades, trago à nossa memória, amparada por John Stott, que Cristo possui centralidade em nossa Missão – a encarnação, a cruz, a ressurreição, a exaltação, a dádiva do Espírito Santo e a certeza da sua segunda vinda - animam-nos a cumprir o nosso chamado com alegria

Sobretudo, eu gostaria de destacar que a exaltação de Cristo é o incentivo para a missão, somos motivados por meio do exemplo de Cristo:

"A motivação é um aspecto muito importante para qualquer empreendimento humano. Nós precisamos saber não somente o que deveríamos estar fazendo, mas também por que deveríamos fazê-lo. Quando o motivo que nos move é forte e profundo, nós conseguimos persistir quase indefinidamente em qualquer tarefa. Mas quando nossa motivação é errônea nós logo começamos a esmorecer. Isso acontece, sem dúvida nenhuma, na missão cristã. O fato de Cristo ter sido exaltado, elevado à direita de Deus Pai, isto é, à posição de suprema honra, constitui-se na mais forte de todas as motivações para fazermos missão."(John Stott)

Que a nossa maior motivação, em todo tempo, seja Cristo. Ele veio à terra, nos deu o exemplo, e ao voltar aos céus deixou conosco o Espírito Santo. Ou seja, não estamos sós. O exemplo de Cristo, a esperança da sua segunda vinda e a presença do Espírito Santo nos animam. Anunciar Cristo é um ministério de grande honra... “Como ouvirão, se não há quem pregue?” (Romanos 10:14/ARA). 

Cíntia Oliveira

Coordenadora de ABP da Região Nordeste