Noticias

O lado bom do "atrito"

"Como o ferro com o ferro se afia, assim, o homem, ao seu amigo”. Pv 17.17

"Como o ferro com o ferro se afia, assim, o homem, ao seu amigo”. Pv 17.17

  Para se afiar um metal é necessário que se use outro metal de dureza igual ou superior. Como consequência do atrito, a superfície áspera torna-se polida e afiada. Quando dois metais de durezas diferentes são usados, apenas o metal mais menos duro é afiado, enquanto o outro permanece do mesmo jeito. No entanto quando dois metais iguais são utilizados, o processo é recíproco. Afiar “o ferro com o ferro” é um processo manual, que envolve muito esforço, atrito, paciência e persistência.

A beleza desse provérbio é que ele nos mostra a realidade da convivência uns com os outros ao comparar esse processo de afiação do ferro com a relação entre amigos. Isso me faz pensar o quão dolorido pode ser cultivar uma amizade verdadeira, profunda. Exige esforço, paciência e persistência e às vezes podem surgir atritos.

Superar as diferenças, os vacilos do outro, ouvir suas fraquezas sem condenar, mas saber repreender quando necessário... E, o mais difícil, em minha opinião, expor suas próprias fraquezas e se deixar ser repreendido quando necessário... Lidar com o medo de decepcionar ou magoar o outro... Algumas pessoas tem mais facilidade de lidar com essas relações humanas, mas pra outras, isso tudo pode ser tão complicado que a melhor opção é se isolar e levar sua vida do seu jeito sem se envolver tanto com outras pessoas. Melhor não correr o risco de magoar ou ser magoado.

Mas assim como o atrito que produz o ferro afiado confere beleza e utilidade ao metal, o relacionamento com o outro também traz beleza e utilidade às nossas vidas, nos ensina a exercitar o amor e vivenciar, na prática, os ensinamentos de Cristo, nos traz crescimento, aprendizado e maturidade. Quando nos dispomos a ouvir, percebemos que outras pessoas vivem dilemas parecidos com os nossos. Quando nos dispomos a falar, damos essa oportunidade ao outro. Dessa forma, é possível compartilhar experiências, edificar uns aos outros com a sabedoria da Palavra, orar uns pelos outros e contemplar o agir de Deus na vida uns dos outros e, assim, crescermos juntos.

Estamos iniciando (ou prestes a iniciar) mais um ano letivo, e na correria do dia a dia, às vezes nos fechamos em nosso mundinho de aulas, provas, trabalhos, notas e temos pouco tempo ou mesmo disposição pra investir nos relacionamentos, afinal “o tempo por aqui é passageiro, logo eu me formo e vou embora”... Mas, quero incentivar a todos a não perder essa oportunidade preciosa que temos de fazer excelentes amizades na ABU, nas igrejas locais, na sala de aula. Olhe ao redor, preste atenção à necessidade do outro, procure quem possa te ajudar com as suas necessidades, aprenda a confiar e ser confiável, e esteja certo de que uma boa amizade nem sempre é um mar de rosas, mas vale apena investir nela. Os anos letivos se vão, e você pode passar esse tempo aqui só para sair da faculdade com um diploma ou, além disso, você também pode marcar presença na vida dos que estão à sua volta e construir laços que são pra vida toda. 

 

Josiane Daniel - Discente em ciências farmacêuticas - Unifal Alfenas e Assessora Auxiliar da ABU Minas

Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.