Noticias

Missão estudantil e a graça da comunhão!

Um pouco mais do Treinamento Intensivo de Sábado em Montes Claros

A ABUB Montes Claros realizou no dia 11 de abril um Treinamento Intensivo de Sábado (TIS), na Primeira Igreja Batista de Montes Claros. Estiveram presentes cerca de trinta estudantes que participaram de palestras e reflexões com o tema “A graça da comunhão”.
Fomos todos convidados a voltar nossos olhos para o horizonte da missão e nele perceber a relevância da missão estudantil em um contexto global em que se identifica distintas nuances de aversão ao anúncio verbal do evangelho. De outro lado, desponta no horizonte a realidade que é a carência de relacionamentos profundos e verdadeiros... Relacionamentos que permitam ao outro ser quem de fato ele é... Que manifestem amor às pessoas... Que amem o humano sem desprezar a humanidade que tem em si.
Diante disso, percebemos que viver a missão, sobretudo a missão estudantil, é estar disposto a desfazer-se da imagem que nos é vendida e que se limita a descrever o ambiente acadêmico como extremamente hostil... É saber que nossos colegas de sala e professores não são “predadores de cristãos” prontos a nos fazerem trilhar estradas desviantes dos “caminhos do Senhor”... Eles são pessoas! Humanos! Criações divinas por quem Cristo morreu para que lhes fosse dado serem chamados filhos de Deus... Gente que não foi deixada de fora do processo de reconciliação no qual Jesus é o sujeito ativo que nos privilegia com a oportunidade de testemunhar nesse agir redentor que alcança as nossas vidas.
Viver a missão é ter uma experiência comunitária a oferecer a uma sociedade marcada pela fragmentação dos relacionamentos e pela crise de identidade. É saber que somos igreja... E que Igreja não é termo que se confunde com instituição, templo, denominação... Igreja é comunidade! Pecadores que, pelo sacrifício salvífico de Cristo, são feitos filhos de Deus e com Ele podem se relacionar... Pecadores feitos filhos amados que conseguem amar o próximo porque de Deus recebem um amor que nos convida e capacita a estabelecer relacionamentos com o outro, amando quem ele é.
Que comunhão, graça e missão não sejam apenas palavras para as quais buscamos origens etimológicas e definições exatas e dissociadas. Que sejam elementos que, de fato, componham o nosso viver... Viver orientado pela certeza de que somos participantes da missão por graça divina. Graça que nos revela um amor que nos constrange, impulsiona e capacita a amar as pessoas com as quais nos relacionamos. Comunhão é manifestação da graça de Deus em nossas vidas... Em nossos relacionamentos interpessoais, que fortalecem nossa identidade e que manifesta um amor e um agir divino dos quais não somos merecedores.

Que o Senhor nos ajude a não temer as pessoas que encontramos no ambiente estudantil... Que saibamos amá-las!

Por Anna Flávia Gomes

Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.