Noticias

Aliança Bíblica Secundarista Minas

A Coordenadora de ABS, Paulinha Souza, conta pra gente de como está a ABS na Região

ABS MINAS – 2012 e 2013

Por Paulinha Souza

UM BREVE DEPOIMENTO – COMO TUDO COMEÇOU:

ERA 2011Meu primeiro contato com a Aliança Bíblica Secundarista (ABS) foi no Encontro Regional de ABS (ERA), em 2011, que aconteceu na cidade de Juiz de Fora (MG). A partir daí, me apaixonei pela ABS e comecei a buscar informações sobre o que eu poderia fazer pra ajudar o grupo local.

No 1º Conselho Regional (CR) da nova região Minas Gerais, conversei um pouco com o Catoto (Vitor Vieira), que me perguntou se eu teria interesse em entrar para a equipe regional. Pouco depois, descobri que não poderia ser indicada, porque já havia fechado a lista no trabalho em comissões.

No momento da eleição, todos os nomes indicados para a vice-coordenação de ABS declinaram e a opção era que um grupo local indicasse novos candidatos. Só restou eu. Fiquei meio assustada, mas como já vinha orando pela ABS e pedindo a Deus que me direcionasse nesse trabalho, disse sim e fui.

Ser eleita para o cargo de 2ª Coordenadora Regional de ABS foi como cair de paraquedas em um terreno totalmente desconhecido. Eu não sabia muito bem o que fazer, como me aproximar dos secundaristas, muitos contatos dos grupos estavam defasados e por aí vai.

Nossa 1ª Coordenadora precisou ir pro campo missionário e ficou o restante do ano por lá. Demorou um pouco para cair a ficha de tudo que estava acontecendo, mas, de certo modo, foi bom, porque começamos a estruturar a ABS junto com a estruturação de toda a região. Tudo era novo. E começamos a crescer juntos.

2013 – O ANO DO CRESCIMENTO:

Começamos o ano de 2013 colhendo os frutos de 2012. Dentre esses frutos, coloco a aproximação da Equipe Regional de ABS com os grupos existentes, onde surgiu um laço de amizade e confiança que não foi limitado pelo contato virtual. Ter a chance de conhecer alguns ABSenses pessoalmente e conversar como se fossemos amigos de infância foi algo sem explicação. Alguns grupos que estavam passando por dificuldades e correndo o risco de acabar se fortaleceram e continuam a caminhar.
Toda a Equipe Regional investiu em treinamentos para ABU e ABS, principalmente nas microrregiões sul e sudoeste de Minas. Como fruto desses treinamentos, surgiram grupos de ABS nas cidades de Areado e Piumhi. Posso dizer que o trabalho com a ABS não ficou nas mãos de coordenadores e diretor adjunto de ABS, mas foi abraçado por todos. Entendemos, enfim, que a ABS é parte integrante da ABUB, com igual importância. Não está abaixo, nem acima da ABU e ABP, mas no mesmo patamar, tendo as mesmas responsabilidades e ferramentas para levar o Evangelho a toda criatura.
Outra coisa que não posso deixar de destacar é o quão importante foi ouvir a ABS. Tudo que fazemos hoje foi feito com a ajuda deles. Levantar as demandas, identificar as dificuldades, saber como e quando aproximar, tudo só foi possível porque decidimos olhar pra eles e ouvir o que tinham a dizer.

CR – BELO HORIZONTE:

O 1º CR do ano foi marcado por um número considerável de ABSenses e uma comissão voltada para a ABS. Nessa comissão, ficou visível o despertamento da ABU em relação a ABS. Houve uma quantidade satisfatória de ABUenses dispostos a ouvir a ABS e sedentos por saber o que poderiam fazer pelos grupos em suas cidades.
Fui procurada por várias pessoas que queriam saber mais sobre o trabalho da coordenação de ABS e sobre o que poderiam fazer, mesmo sem ter um cargo específico para isso. Ganhamos, assim, uma equipe de apoio com sete pessoas para acompanhar os grupos existentes, permitindo que priorizássemos os grupos que nasceram esse ano.
Outro ponto forte foi o trabalho de reestruturação da ABS Goval, que havia acabado por falta de adolescentes dispostos a abraçar esse trabalho. A ABU se mobilizou para trazer novos adolescentes para a missão. Pudemos ver grupos de cidades diferentes, se mobilizando, orando e trabalhando por essa causa. E o trabalho deles não foi em vão. A ABS Goval está de volta!

CFERA = CURSO DE FÉRIAS + ENCONTRO REGIONAL DE ABS:

No mês de julho, dos dias 13 a 20, fizemos nosso primeiro CFERA, na cidade de Montes Claros. Creio que foi a primeira vez que tivemos um grande número de ABSenses em um Curso de Férias. Foi uma semana de muito aprendizado e comunhão, reforçando sempre que somos ABUB.

Abaixo, estão alguns depoimentos do pessoal:
No meu ponto de vista, foi de suma importância o encontro regional da ABS ter acontecido, por enquanto, junto com o CF. Digo dessa maneira por achar importante que esse encontro aconteça separado da ABU; pois esperamos que a ABS se consolide no cenário estudantil. As oficinas realizadas voltadas exclusivamente para ABS creio que tiveram sua eficácia, acrescentou muito no aprendizado dos adolescentes. A participação da diretoria da ABS Moc foi algo a ser parabenizado, fiquei surpreso por eles terem um movimento embasado e estarem dando suporte a ABS’s de outras cidades mineiras. A conexão entre ABS e ABU é vital para o crescimento de ambos, haja visto a grande harmonia entre a ABS e ABU Moc. Tenho certeza que os adolescentes se sentiram parte importante do movimento, afinal eles querem seu espaço, deixaram isso bem claro no CFERA, foi louvável o interesse deles em fazer que o crescimento da ABS seja conduzido por Deus na região; eles perceberam que a empolgação não é o mais importante, e o que levará ao sucesso do movimento é o direcionamento vindo da parte do Pai. Acho que se continuar seguindo esse caminho, com certeza Deus abençoará a ABS nos âmbitos locais, regionais e nacional."
Gustavo Henrique Vieira Nô, Vice–Presidente da ABU Frutal

O CFERA foi maravilhoso! Não há palavras pra descrever... Foi INCRÍVEL! É tanta paz que dá vontade de cantar, é tanto amor que dá vontade de voar; é isso tudo que devemos preservar [...] À cada palestra, cada exposição, à cada leitura Deus falava mais comigo! Estava ficando louco já, hahaha, não cabia mais tanta informação na minha cabeça. [...] As (poucas) conversas que eu tive foram extremamente edificantes pra mim! Creio que Deus colocou cada um ali de acordo com o propósito que Ele mesmo tem para cada um individualmente. [...] O CFERA acabou mas agora começa a "parte prática". [...] Estou ofrendo do que chamo de depressão pós-CFERA, com sintomas de "choro intermitente" e tristeza profunda por estar sozinho em casa. Vocês me deixaram mal acostumado! "A GENTE CORRE O RISCO DE CHORAR UM POUCO QUANDO SE DEIXOU CATIVAR" (O Pequeno Príncipe). Mas estou muito feliz de ter participado disso tudo com vocês, mesmo em meio a tantas dificuldades pessoais! Vocês me motivam muito a continuar nessa caminhada."
Antônio Rodrigues – ABU Patos de Minas

Como não me alegrar grandemente por fazer parte da ABU? Conheci muitas pessoas bacanas que me animaram a servir ainda mais a Deus.  [...] Como foi bom aqueles momentos no CFERA, onde pude ver o quão unido e grande é o movimento da ABU. Como foi bom estar ali por uma semana com pessoas que realmente vieram me acrescentar na fé, jovens unidos para anunciar as boas novas da salvação, o mandamento de Deus. Desde então tenho sentido bem forte em meu coração o desejo de anunciar as boas novas para pessoas necessitadas de algo mais para enchê-los. E deixo aqui minhas palavras de agradecimento à ABU/ ABS/ ABP: vocês são um canal de Deus a muitas vidas que necessitam do Pai, então não desistam. Quando tudo parecer difícil, olhe para o Pai, ele enxugará todas as lágrimas e fará novamente o sol brilhar. Continuem fortes e unidos, como brasa no braseiro, um aquecendo ao outro. Movendo e fazendo o que Deus tem colocado em seus corações: anunciar a palavra. Obrigada por me mostrarem que eu também faço parte disso e que posso seguir juntamente com vocês. Muito me alegra poder estar com vocês mesmo que seja por um curto período de tempo (tendo em vista que meu curso está acabando). Que Deus continue abençoando todos estes jovens que se disponibilizam a expandir o reino de Deus."
Nathália Vieira – ABU Betim

Para mim o CFERA foi um momento maravilhoso, de grande aprendizado e de comunhão com os meus queridos irmãos de alma, da ABS e da ABU. O CFERA foi um marco, principalmente na Aliança Bíblica Secundarista, pois além do curso de férias, o encontro regional da ABS também aconteceu. Creio que foi um momento importante para o crescimento de todos nós, secundaristas, dentro da ABUB. Pudemos compartilhar com os ABSenses e com ABUenses, um pouco das nossas dificuldades e aprendemos muito escutando a voz de Deus. Em cada EBI, palestra, oficina, grupo de trabalho, em cada noite, nós pudemos aprender uns com os outros. Uma noite muito marcante para mim foi a noite da IFES, onde nós oramos pelas nações, foi maravilhoso! Senti a intensa presença de Deus no nosso meio. Sou muito grata a Deus por esse tempo, e pela comunhão com vocês!"
Juliana Castelo Branco – ABS Montes Claros

Na verdade, o CFERA começou bem antes, começou na escolha do local, da data. Começou quando paramos para ouvir a opinião dos ABSenses sobre a importância de ter um ERA no período de férias. Começou quando não só a região Minas, mas toda a ABUB olhou pra ABS. As conversas na hora do almoço e do jantar, ouvir o Caio e o Magrão num bate-papo descontraído, conversar sobre a realidade e o futuro do movimento, aprender enquanto apenas ouvia, sentir que poderia contribuir também, ouvir os questionamentos dos meus filhotes (ABS! U-hu!), fazer meus próprios questionamentos, foram atividades recorrentes nestes dias. Eu tive a chance de ver a receptividade da ABU em relação à ABS, entendendo que somos um só corpo. Ouvi ABUenses dizendo: “Conte Comigo!”, “Quero conhecer melhor a ABS, porque quero que minha cidade tenha pelo menos um grupo”, “Como eu posso apoiar a ABS?”, e outras coisas do tipo. Foram palavras que soaram como música e, ouso dizer que está pra nascer música mais linda… Cantar “Juntos” e “Marcharemos” com verdade, sabendo que não são palavras apenas, deu um novo ânimo para voltar à missão. Não que eu estivesse desanimada, mas deu um gás a mais. Cada vez que essas músicas eram cantadas, pensávamos: como será a despedida? E tentamos aproveitar ao máximo cada segundo.
Sentar com alguns ABSenses (infelizmente, não deu pra fazer isso com todos), e conhecer seus dramas, suas dores e saber, que ainda assim, estavam ali servindo e sorrindo, me fez lembrar porque amo tanto essas pessoas. Eu admiro a força que esses adolescentes possuem! Resumindo, foi uma semana em que, juntos, olhamos para nossa geração, para a doença que tem acometido o Corpo de Cristo. Pranteamos, denunciamos a nós mesmos e encontramos a Esperança no próprio Cristo. Como diria uma grande amiga, natural do Leste de Minas: “Teve Bom”!
"
Paulinha – ABU Juiz de Fora

 

FRUTOS PÓS-CFERA:

 

  • Alguns frutos foram imediatos. O Antônio Rodrigues da ABU – Patos de Minas iniciou um grupo de discipulado com os meninos da ABS Montes Claros. Nesse discipulado, além de estudar a Bíblia juntos, eles tem liberdade para expor suas dúvidas e dificuldades, oram juntos e tem sido um tempo de aprendizado para todos. Até os mais tímidos começaram a externar aquilo que sentem e pensam.
  • A ABS Lavras iniciou as atividades e possui núcleos em duas escolas. Pretendem pedir a filiação no próximo CR.
  • A ABS Itabira tem se fortalecido e começou a reunir o Grupo Base desmembrado da ABU.
  • Foram feitos treinamentos para a ABU e ABS nas cidades de Além Paraíba, Itajubá, Piumhi, Poços de Caldas e Vale do Aço.
  • Montamos um grupo de pessoas que trabalham com a ABS, com um representante de cada região e o Diretor Adjunto Nacional (James) para juntos pensarmos, discutirmos e sonharmos com o presente e futuro da ABS. Estamos aprendendo e crescendo juntos. As trocas de experiência têm dado forças e permitido que a ABS cresça como um todo.
  • A cada dia mais ABUenses tem demonstrado interesse em apoiar e acompanhar a ABS.

 

 

ANALISANDO O DOCUMENTO – OLHAR ALÉM – ABS 2012:


Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.