Notícias

ABUenses voluntários

Depoimentos dos estudantes da ABU São Mateus que participaram do Mackenzie Voluntário.

"No último dia 27 de outubro participamos do Mackenzie Voluntário, realizado na Igreja Presbiteriana Manancial, em São Mateus, ES. Foram formadas equipes que se distribuíram em três locais – Lar dos Velhinhos, Casa Lar (um orfanato) e a enfermaria pediátrica do Hospital Roberto Silvares.

A minha equipe foi para o hospital. Foi um tempo maravilhoso; contamos histórias bíblicas, cantamos, pintamos os rostos e realizamos dinâmicas com as crianças e suas mães. Nós sempre temos resistência em participar de trabalhos como este - o que aconteceu comigo; porém, ao chegar lá e ver a alegria estampada no rosto daquelas crianças tão doentinhas e debilitadas é sensacional, faz um bem danado pra nossa alma e um sentimento de estar obedecendo ao ide de Jesus.

Participar do Mackenzie Voluntário foi um momento oportuno para mostrar a pessoa de Jesus para aquelas famílias e estreitar os laços do nosso grupo com a igreja local, que esteve muito contente com o nosso envolvimento."

Marcelle Cristina dos Santos Ferreira, 8º Período, Farmácia.

Da direita para esquerda em pé, Marcelle é a primeira e o Caio o quinto.

"Crianças deveriam estar por aí correndo, pulando, brincando e sorrindo, sempre sorrindo. Mas nem sempre é assim, muitas vezes alguma enfermidade vem sobre elas e o riso se transforma em choro. E levar alegria é uma das missões mais bonita da igreja, mas uma verdadeira alegria, a alegria que vem de Deus.

Participar do Dia Voluntário foi uma experiência única, uma experiência impar. Já participei outras vezes como voluntário, mas em creches ou casas de idosos e nunca na área da pediatria de um hospital. Pude usar um dos meus talentos para levar um pouco de alegria e a Palavra viva do Senhor para aquelas crianças e pais tão desesperados sem saber o que fazer; pais que estão desiludidos e desamparados.

Algo que me marcou muito foi o sorriso de uma das crianças, as gargalhadas que ela deu e que foram contagiantes para todos naquele quarto, o nome dela era Priscila, ela tem três aninhos e estava acompanhada por seu avô, ela brincou com a gente, cantou, sorriu. O que mais me tocou foi uma das falas dela: - Que legal vovô, Papai do Céu é tão bom que trouxe eles aqui né? Bem que eles poderiam vir aqui todos os dias assim a gente iria brincar muito!

E a fala de um dos pais que estava acompanhando seu filho: - Obrigado, muito obrigado! Que Deus continue a usar vocês. Conseguir arrancar um sorriso de alguém é um dos maiores talentos que Deus dá pra alguém.

Aprendi que podemos fazer a diferença na vida das pessoas, e que Deus pode nos usar de forma singela e pequena, através de uma palavra de afeto, um abraço, uma brincadeira; que podemos tirar pelo menos cinco minutos do nosso dia para ajudar alguém, há tantas pessoas que precisam de um abraço, de um carinho, de um afeto e não me refiro somente às pessoas que estão em hospitais, asilos ou abrigo para menores e sim pessoa com as quais convivemos todos os dias, que estão ao nosso lado. Devemos fazer a diferença, mostrar a todas essas pessoas que o amor de Deus nos transforma, nos tras paz e nos liberta, e que uma situação para o nosso eu pode parecer complicada e grande demais, mas para Deus nada é impossível."

Caio César Rodrigues de Freitas, 2º periodo Lic. em Química

"Pra mim foi ótimo participar do Dia da alegria como voluntária, é bom sair da teoria e praticar de fato o amor ao próximo e compartilhar o amor de Deus. Eu fui ao Lar dos Idosos. Ver que muitos deles são abandonados pela família, às vezes até esquecidos, e notar como são carentes de atenção e carinho foi chocante. Mas aprendi que é gratificante quando você se doa, conversa, leva alegria a outra pessoa. É muito bom se sentir útil na obra do Senhor!"

Gardênia Vieira Muniz, 3º período, Engenharia de Produção

Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.