Notícias

Novidades na ABUB: Diretoria Nacional e Estatuto

Leia sobre os frutos do Congresso Nacional na área de governança

O Congresso Nacional (CN) da ABUB aconteceu entre os dias 31 de maio e 3 de junho em Campo Limpo Paulista (SP). Além dos momentos de formação e compartilhar, o evento foi o espaço de importantes instâncias de governança da nossa missão: o Conselho Diretor e as Assembleias Gerais. Nestas últimas foram eleitos seis novos diretores e aprovado o novo Estatuto da nossa missão.

Um novo Estatuto

A Assembleia Geral que discutiu e aprovou nosso novo Estatuto foi longe: os debates se estenderam pela madrugada, buscando sempre o bom diálogo para o desenvolvimento de um documento que servisse ao bom governo da missão.

A secretária geral Sarah Nigri de Angelis compartilha:

"Acompanhar a revisão do Estatuto da ABUB foi uma experiência muito gratificante! O processo foi longo, mas bastante participativo, dinâmico e colaborativo. O Estatuto representa o 'documento de identidade' de uma organização e agora nós podemos apresentá-lo com a nossa 'foto' mais atual, representando melhor a nossa realidade e respondendo às demandas e necessidades que temos hoje. Foram realizados ajustes para fortalecer a boa governança na ABUB, aprimoradas as relações entre suas diversas instâncias e órgãos, remodelado o formato da Diretoria Nacional, dentre outras alterações relevantes para o bom funcionamento de nossa organização. Também foram feitas as adequações necessárias para atender às exigências e normas legais para associações religiosas, e isso é muito importante!"

O documento será encaminhado às instâncias do nosso Estado e, após o registro, será disponibilizado em nosso site.

Conheça os novos diretores

A cada dois anos temos eleições para alguns cargos da Diretoria Nacional, órgão constituinte da ABUB eleito pela Assembleia Geral. Neste último CN terminaram os mandatos de Daniela Frozi, 1a. vice-presidente; Frederico Monfardini, diretor financeiro; Isaías Carvalho, diretor secretário; Arianne Constantino e Matheus Botelho, diretores adjuntos de ABU; e Débora Vieira, diretora adjunta de ABS. Durante o evento, tivemos a oportunidade de expressar gratidão pela vida e serviço de cada um deles. Conheça abaixo os novos rostos que servirão à ABUB pelos próximos quatro ou dois anos:

1o. vice-presidente: Gustavo Marchetti

Atualmente professor substituto no Centro de Educação Física e Esportes da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Gustavo mora em Vila Velha (ES) e é casado com Juliana Botelho. Ele participou da ABU Vitória durante sua graduação e seu mestrado em educação física na UFES e chegou a servir também na diretoria regional da ABUB Leste. Gustavo conta que vê três aspectos nos quais a ABUB trabalhou em sua vida:

"O primeiro é institucional. O caráter da estrutura do movimento, a importância da estrutura na realização da missão, pra mim foi fundamental. Reconciliou uma dimensão dentro de mim. [Eu tinha] dificuldade com essas dinâmicas estruturais. Outra coisa são as amizades que construí dentro do movimento. Elas me fizeram me enxergar melhor e enxergar melhor e compreender melhor o ser humano. Outro aspecto é o formativo: práticas devocionais, leitura bíblica, conhecimento teológico."

Orem por Gustavo: para que ele consiga dar conta, tome consciência e execute bem a tarefa proposta neste cargo. O professor pede que oremos para que ele possa administrar esta responsabilidade com seu trabalho, sua família e sua igreja local. "Para que eu possa agir com responsabilidade e de forma temperada em todas as áreas da minha vida, sem que haja desequilíbrio. E para que eu possa estar atento a voz de Deus, servi-lo e servir aos irmãos com alegria."

Diretor financeiro: Matheus Ferré Ignacio

Quando participava da ABU Itabira (MG), Matheus era estudante de Engenharia Elétrica na UNIFEI. Hoje, ele trabalha como orçamentista em Santos (SP). De acordo com ele, a ABUB foi fundamental em sua vida: "Tem sido instrumento de Deus para o amadurecimento em todos aspectos da minha vida: nos âmbitos espiritual, pessoal, profissional e sentimental", compartilha.
Por ter sido capacitado dentro da ABUB que Matheus sentiu o desejo de servir na Diretoria Nacional. "Deus me deu a oportunidade de contribuir e de a ABUB contribuir em minha vida no movimento local, posteriormente regional e quero viver o mesmo no movimento nacional", afirma.

Orem por Matheus: o novo diretor pede que oremos para que ele seja "cada vez mais dependente de Deus, que Deus me ajude a não ficar preso nas tarefas, mas sim nas pessoas", e também tenha humildade de entender e cuidar da ABUB. Além disso, pede por sabedoria e discernimento para cumprir o propósito pelo qual Deus lhe colocou na Diretoria.

Diretor secretário: Marcus Vinicius Matos

Marcus participou da ABU Rio de Janeiro (RJ) durante sua graduação, no núcleo da UniRio, e hoje voltou a viver na capital carioca. Ele se formou em direito pela UFRJ, fez mestrado em direitos humanos e faz doutorado em teoria do direito pela Universidade de Londres, hoje atua também como professor universitário. Ele nos conta: "A ABUB na minha vida é vocação. Foi nela que aprendi a caminhar na fé cristã com os pés descalços e sujos – no sentido daquele livro do Don Everts, Jesus de pés sujos. Minhas opções profissionais e mesmo familiares se forjaram na ABUB". Marcus se casou com Priscila Vieira, que conheceu no movimento, e que hoje trabalha na ABU Editora.

Quando alguns amigos citaram para Marcus  a possibilidade de servir à Diretoria, ele sentiu que seria mais uma resposta ao chamado: "Participar da Diretoria Nacional havia se tornado uma coisa tipo Copa do Mundo: a ABUB não chama, convoca mesmo! (risos)".

Orem por Marcus: o professor precisa concluir este ano a versão final de sua tese de doutorado, e ainda tem uma viagem a Londres para a defesa. Por isso ele pede oração para que este processo seja tranquilo e as datas não sejam um impeditivo, não colidam com compromissos previamente assumidos.

Diretora adjunta de ABU: Amanda Souza

Estudante de pedagogia na Universidade Federal de Alagoas, Amanda participa da ABU Maceió (AL). Para ela, o movimento representa a oportunidade de ter e ser apoio na caminhada cristã enquanto estudante e futura profissional. "Pela ABUB eu compreendi que o Reino de Deus é abrangente, atinge todas as áreas da sociedade, e eu sou a missionária responsável por isso na minha área, a educação", conta.

Amanda compreende que o movimento estudantil é cíclico e que, por estar na universidade agora, este é o seu tempo de servir na Diretoria. "Quero dar o meu máximo para servir nesta missão, estar na Diretoria Nacional é uma outra face desse serviço no movimento que se apresenta para mim como um desafio e uma oportunidade."

Orem por Amanda: a estudante reconhece que o que mais precisa é de sabedoria, por isso pede: "Que minhas irmãs e meus irmãos da missão orem para que eu tenha sabedoria ao servir".

Diretora adjunta de ABU: Gemima Jacinto

Atualmente no quarto ano da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, Gemima mora em Santo André (SP) e também serve na ABUB como diretora da peça Experimento Marcos. A participante da ABU ABC nos conta: "A ABUB tem feito parte da minha vida há uns anos já, e sou grata por este tempo. Além de ter me proporcionado conversas e exposições bíblicas transformadoras, me deu as melhores amizades que podia esperar, cristãos que, como eu, tentam levar o evangelho para onde estão, que me entendem e me acolhem, mesmo com as distâncias".

Assim como Amanda, Gemima sentiu que este era seu momento de servir à missão no espaço da Diretoria Nacional. Ela tem participado de atividades em diversas regiões e sente que isso pode ajudá-la a representar os estudantes.

Orem por Gemima: por estar no fim do curso, a estudante iniciará logo seu Trabalho de Conclusão de Curso e pede orações por isso. Ela também trocará de estágio e pede que orem pelas ansiedades, que ela possa entregar tudo nas mãos de Deus.

Diretora adjunta de ABS: Ravena Albuquerque

Participante da Aliança Bíblica de Secundaristas (ABS) de Natal (RN) desde 2015, Ravena está no terceiro ano do ensino médio. "A ABUB é primordial para entender minha missão como cristã", compartilha a secundarista. "Não entendia muito bem como falar do evangelho para meus amigos da escola e a ABUB contribuiu para clarear e relembrar isso. E não só no meu campo missionário, ela me ensina sobre servir meus irmãos na fé e no meu relacionamento com nosso Deus."

Ravena tornou-se candidata durante o Congresso Nacional, pois não haviam nomes a serem indicados para a ABS. "Deus me incomodou naquele momento, e aos poucos fui buscando ouvir sua voz. Muitas pessoas foram usadas como instrumento dele. Sinto o quanto é necessário representar os adolescentes e dar voz a esse grupo social tão essencial para o movimento. Logo, assumi um passo de fé: espero poder contribuir com o que carrego e aprender ainda mais sobre serviço, segurando na paz proporcionada por Deus."

Orem por Ravena: como ela está no último ano da escola e prestará os exames para ingresso nas universidades, Ravena pede que oremos por sua saúde mental e estudos. "Mas que eu consiga, dentro das dificuldades, organizar meu tempo e servir a Deus como diretora adjunta."

Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.