Intercessor

Ore pelo sustento da ABUB

“Depois disso Jesus ia passando pelas cidades e povoados proclamando as boas-novas do Reino de Deus. Os Doze estavam com ele, e também algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e doenças: Maria, chamada Madalena, de quem haviam saído sete demônios; Joana, mulher de Cuza, administrador da casa de Herodes; Susana e muitas outras. Essas mulheres ajudavam a sustentá-los com os seus bens.” - Lucas 8:1-3 (NVI)

No último trimestre de todo ano, os assessores que trabalham na ABUB separam um tempo para se dedicar à elaboração de seus orçamentos e mobilização de recursos para o próximo ano. Depois de observar os números e colocar os gastos previstos na ponta do lápis (na planilha, na verdade) , eles escrevem e ligam para seus mantenedores atuais e também para outras pessoas que podem vir a se tornar parte deste grupo.

A tarefa de mobilizar mantenedores para um ano futuro, ainda mais um tão incerto quanto 2021, é desafiadora. Teremos eventos presenciais? Será prudente viajar? De quais esforços a ABUB precisará lançar mão para se manter firme na missão? Como está e estará a situação financeira de nossos mantenedores? Como fazer com que eles se sintam parte desta missão? De que outros recursos, como pessoas, dons e ideias, precisaremos?

Depender de tantas pessoas para manter a ABUB ativa é de fato um ato de dependência de Deus em vez de pessoas. Quem participa do sustento financeiro da ABUB oferta os recursos a Deus, que é aquele que sustenta nosso ministério. Essa dependência é também um ato de descanso, sabendo que nosso Senhor proverá tudo o que for necessário, ao mesmo tempo em que trabalhamos para encontrar aqueles que ele já chamou a contribuir com o movimento, tanto como voluntários e intercessores quanto como mantenedores. Assim como os discípulos partindo em missão, trata-se de esperar o sustento que virá, mas caminhar desde já.

Quem sustentava Jesus?

Em nenhum momento do texto bíblico encontramos um Jesus ansioso pelo seu sustento, pelo contrário: em Mateus 6:25-34, ele nos chama a não nos preocuparmos com comida e vestimenta, mas a lembrarmos que o Deus no qual cremos é o Senhor que cuida de toda a natureza e, de igual maneira, cuida de nós e de sua missão. Em Marcos 6:7-13, Jesus envia os discípulos sem nada em seus bolsos, para que confiassem que, ao chegarem às cidades que os receberiam, seriam hospedados e alimentados por seus habitantes. Até próximo de sua morte, quando Cristo celebra a Páscoa em Jerusalém (Lucas 22:8-13), ele tinha certeza de que seu Pai prepararia a mesa, a ceia e tudo o que fosse necessário.

Apenas o capítulo oito de Lucas nos dá mais detalhes de onde vinha o sustento de Jesus; pelo menos durante uma parte de seu ministério: mulheres inesperadas que haviam sido curadas por ele. O texto nos revela o nome de três: Maria, Joana e Susana, dentre as quais duas conhecemos mais, sendo uma que havia sido endemoniada e outra que era próxima do poder romano que crucificaria Jesus.

Essas mulheres viveram na pele o efeito da salvação de Cristo e decidiram retribuir acompanhando-o em seu ministério e o sustentando. Elas eram parte ativa de seu ministério, porque sabiam dos frutos desse trabalho. Assim, possibilitavam que ele percorresse mais cidades e transformasse a vida de mais pessoas.

De maneira similar, nós que conhecemos os frutos de algum ministério ou organização podemos também participar, permitindo que seu trabalho alcance mais pessoas. Seja doando, colaborando com seus dons ou orando, seja da forma como Deus nos chama a participar! Colaboramos, desse modo, com o anúncio do Reino de Deus ainda nesta geração.

Interceda

  • Pelo processo de elaboração de orçamentos e mobilização de mantenedores realizado pelos assessores que trabalham na ABUB. Peça que nosso Senhor nos guie nas decisões financeiras para 2021 e nos ajude a encontrar aqueles que participarão do nosso sustento. Ore para que tenhamos as respostas necessárias e, nessa ação de convidar pessoas a doar para o movimento, possamos descansar plenamente no Senhor que cuida dos pássaros e das flores.
  • Pelos nossos mantenedores. Agradeça a Deus por suas vidas, por suas famílias e por sua generosidade. Peça que nosso Pai esteja com eles nas dificuldades e lhes abençoe sempre. Que eles sejam, através de sua generosidade e vida, instrumentos de Deus não apenas para cuidar da ABUB, mas para testemunhar a outros sobre a graça generosa que lhes alcançou.
  • Pelo sustento e pelo futuro da ABU Editora. Para colaborar financeiramente com nossa casa editorial você pode adquirir os títulos, mas também doar. A coordenadora Priscila Vieira explica mais neste trecho da transmissão ao vivo que ocorreu no mês passado.

 

Se você tiver interesse em doar para o movimento, acesse este link.